top of page
  • Foto do escritorFundação RESET

Estudo de referência do Índice de Pobreza dos produtores de algodão de Cuamba

Atualizado: 3 de jul.




O estudo de referência do Índice de Pobreza tem como objectivo principal medir e compreender a extensão e a natureza da pobreza entre os 50 000 agricultores produtores de algodão na região de Cuamba, Província do Niassa, Moçambique. Este estudo irá estabelecer um ponto de referência fundamental contra o qual os avanços nos esforços de mitigação da pobreza poderão ser medidos ao longo do tempo.


O estudo empregará uma abordagem fundamentada na metodologia de Alkire e Foster para calcular um Índice de Pobreza Multidimensional (IPM), adaptado às particularidades do contexto rural moçambicano, com o objetivo de promover uma análise mais precisa das realidades e necessidades específicas locais. O IPM é uma medida abrangente que tem em conta várias dimensões da privação, como o acesso à educação, à saúde, à habitação e ao nível de vida. Esta abordagem multidimensional é particularmente relevante em contextos como Moçambique, onde a pobreza é complexa e multifacetada, requerendo estratégias de intervenção igualmente abrangentes e integradas.



 

Parceiros do Estudo


O estudo será realizado em parceria com a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e o Instituto Mundial de Investigação em Economia do Desenvolvimento da Universidade das Nações Unidas (UNU-WIDER), instituições reconhecidas pela sua vasta experiência na aquisição, análise e  avaliação de indicadores socioeconómicos adaptados ao contexto específico em causa. O estudo também irá beneficiar das relações estabelecidas e das redes existentes das comunidades com a empresa algodoeira JFS-SAN, que facilitará o acesso aos pequenos agricultores.


Através do cálculo do Índice de Pobreza Multidimensional dos produtores de algodão na região de Cuamba, iremos poder desenvolver intervenções específicas que abordem as causas subjacentes da pobreza e melhorem o bem-estar geral das comunidades em questão de forma sustentável.


Esta abordagem visa maximizar o impacto de nossos esforços e promover mudanças positivas duradouras.



9 visualizações

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page